imagem03.jpg
imagem02.jpg
imagem01.jpg
imagem04.jpg
abertura.jpg

núcleo eco-ecológico urbano - grota do bixiga

proposta para reconversão ambiental urbana

local | são paulo/sp

projeto | 2003

maquete06.jpg
maquete06.jpg
maquete07.jpg
maquete07.jpg
maquete08.jpg
maquete08.jpg
maquete09.jpg
maquete09.jpg
maquete10.jpg
maquete10.jpg
maquete05.jpg
maquete05.jpg
maquete04.jpg
maquete04.jpg
maquete03.jpg
maquete03.jpg
maquete02.jpg
maquete02.jpg
maquete01.jpg
maquete01.jpg
projeto03.jpg
projeto03.jpg
projeto02.jpg
projeto02.jpg
projeto01.jpg
projeto01.jpg
projeto04.jpg
projeto04.jpg

A Celebration of cities

International Union of architects,

Julho 2005, p.43

Encarte Folha de São Paulo

23 a 29 de novembro de 2014

[ matéria completa ]

 

Ilhas de frescor
 

Os arquitetos Tânia Regina Parma e Newton Massafumi Yamato têm um projeto para abrir a nascente do rio Saracura e revelar seu curso, no Bexiga. A ideia foi selecionada em um concurso promovido pelo IAB (Instituto dos Arquitetos do Brasil) de São Paulo em conjunto com a prefeitura, no início de 2014.

 

O Bexiga foi escolhido por ser um dos pontos críticos da ilha de calor na cidade. Nesses locais, a umidade relativa do ar diminui bruscamente.

"A ideia é destampar o Saracura com a proposição de um parque linear curativo, que transforme o lugar num elemento de reversão desse processo climático", diz Yamato.

 

A arquiteta Tânia explica que o projeto faz parte de um plano maior, que prevê a criação de microáreas de proteção ambiental espalhadas pelo espigão central da cidade, onde ficam as "avenidas de topo", como a Paulista e a Heitor Penteado. "Esse espigão abriga várias nascentes. Mapeamos algumas. O estudo do Saracura pode ser aplicado em vários outros lugares", diz a arquiteta.

 

A dupla defende que a Lei de Zoneamento preveja essas microáreas de proteção em torno das nascentes urbanas, já que muitas delas estão dentro de áreas de adensamento previstas pelo Plano Diretor –que permite levantar prédios mais altos a 200 metros de grandes avenidas.

 

Referências :

 

Sampa Histórica, Rio Saracura

 

Revista Abril, Planeta Sustentável - Tem um Rio no meio do caminho

Abertura da avenida Nove de Julho. No centro a Praça Pedro de Toledo (atual 14 Bis), 1937. Foto sem autoria conhecida, possivelmente de algum engenheiro da obra. Fotos encontradas em um site de leilões por Luis Eduardo Salvucci Rodrigues.

Praça 14 BIS

O Vale do Saracura, registrado pelas lentes de Vincenzo Pastore, c. 1910. Acervo do IMS.